Vigília de educadores em greve de fome conta com apoio do Senge-PR

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Os educadores do Paraná se organizam para fazer um protesto silencioso nesta noite em apoio aos profissionais que estão acampados há uma semana em frente ao Palácio Iguaçu e em greve de fome. Até agora eles não foram recebidos pelo governador Ratinho Junior (PSD) para discutir a não realização da prova presencial para professores PSS.

O ato está sendo convocado com a tag #fomedejustiça. A sugestão é de que as pessoas acendam velas, pisquem as luzes da casa, tirem fotos e se manifestem nas redes sociais a partir das 20 horas. A manifestação busca chamar a atenção da sociedade paranaense e do Brasil para a exposição neste momento de pandemia.

O Senge-PR é solidário à manifestação pacífica. O sindicato tem demonstrado em diversas matérias e ofícios a dificuldade de negociar com esse governo. Do começo do ano, quando quis tomar as contribuições sindicais dos filiados até o momento, quando obriga profissionais do grupo de risco a trabalharem presencialmente, o governo mostra uma face que não condiz com quem discursa dialogar com todos os setores da sociedade.

Fonte: Senge-PR