Negociações com a Light estão suspensas até que cessem os ataques aos trabalhadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

A empresa apresentou contraproposta inaceitável, de um terço do IPCA, e demitiu funcionários como forma de pressão por um ACT que rebaixa os direitos conquistados pela categoria.

 

BOLETIM SENGE RJ – ACT 2021-2022

As reuniões para tratativa do ACT com a Light estão indo de mal a pior. Nos últimos anos, nunca vimos um início de acordo coletivo tão complicado. Não bastasse a total falta de respeito aos direitos dos trabalhadores, com a Light apresentando uma contraproposta que rebaixa todas as conquistas anteriores, congela diversos itens e oferece menos de um terço (1/3) do IPCA acumulado deste ano — de cerca de 8,06%, somos atingidos frontalmente com dezenas de demissões de trabalhadores e trabalhadoras em plena discussão do ACT e em plena Pandemia de Covid-19, algo inédito na nossa história.

De forma desleal, a Light usa de política nociva e rasteira, impondo essas demissões durante a pandemia, como forma de pressão junto aos funcionários para que aprovem uma pauta de ACT que é prejudicial a todos nós. Isso não será permitido de forma alguma, e todos os cuidados e medidas estão sendo tomados.

Importante destacar que a Light veio à mesa de negociação com uma “conversa mole pra boi dormir” de que a empresa estava mal das finanças, sem fluxo de caixa e blábláblá.

Os sindicatos rebateram colocando que a Light, entre 2019 e março de 2020, recebeu da Aneel autorização para reajuste tarifário da ordem acumulada de 18,18% na BT e 17,6% na MT. Além disso, recebeu um repasse do governo da ordem de R$ 1,5 bilhão, para mitigar a perda de arrecadação e inadimplência por conta da pandemia.

Este ano, em 09 de março de 2021, a Aneel autorizou um aumento tarifário, para entrar em vigor a partir de 15 de março, de 4,67% na BT/média, de 11,83% na MT/média, resultando num efeito médio de 6,75% junto aos consumidores.

Também se sabe que a Light irá distribuir DIVIDENDOS aos seus acionistas, referentes aos lucros de 2019 e 2020, e está com um caixa robusto.

Tivemos também um dos maiores EBTIDA dos últimos tempos. Tudo isso graças aos tremendos esforços de todos os trabalhadores e trabalhadoras que compõem a sua força operacional e que se dedicaram firmemente na busca de resultados desafiadores.

Fácil observar que a atual administração da Light vem na velha direção de aumentar a “mais valia”, elevando os lucros e achatando o valor da mão de obra, jogando na conta dos trabalhadores eventuais prejuízos atinentes a erros gerenciais.

VAI DAR RUIM!!!

Atitudes que atingem frontalmente a autonomia e a liberdade sindical e que interferem no direito de livre opção dos trabalhadores não serão toleradas. Enquanto não tivermos a garantia de um ambiente de tranquilidade e respeito para negociar, não retornaremos à mesa de negociações.

No mais, solicitamos aos colegas fortalecerem as posições dos sindicatos nessas negociações e estarem atentos aos informes do SINTERGIA e do SENGE RJ, e às convocações das Plenárias informativas e Assembleias, além de não se submeterem a qualquer forma de pressão indevida. Estamos firmes em mais essa luta e haveremos de ser vitoriosos na conquista de um ACT digno, justo e para todos. Todos temos a ganhar — empresa e funcionários.

 Abraços fraternos a todos, paz e saúde, e vamos em frente, com a razão e o direito na luta.

Senge RJ
Email: [email protected]
Telefones:  (21) 99458-1297 (Whatsapp)

 

Fonte: Senge RJ
Imagem: ilustrativa; reprodução Senge RJ