Observatório e Frente Nacional pelo Saneamento se reúnem dia 11

A Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) realiza reunião ampliada da Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental (FNSA) e do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (ONDAS) no dia 11 de dezembro (terça feira), em Brasília. O encontro será aberto e vai tratar do planejamento das atividades para 2019, entre outros temas. 
 
O Ondas foi criado, em abril, por entidades sociais, sindicais e acadêmicas, para formular e subsidiar políticas para o saneamento básico e combater as tentativas de privatização da água.  A pauta do dia 11 também vai tratar da implementação do observatório e de estratégias para fortalecer a FNSA, buscando novas entidades para se somarem à Frente.
 
Os participantes farão uma avaliação do processo que resultou na derrubada MP 844/18, que pretendia alterar o marco legal do saneamento básico do país, e uma análise da conjuntura nacional. Também serão apresentados os resultados da reunião da coordenação da FNSA e do Ondas, que acontece na véspera (dia 10, às 17h).
 
Entrega do Prêmio Lúcio Costa
A FNU ainda convida a todos para, a partir das 17 horas dia 11 de dezembro, na Câmara dos Deputados, a participarem da premiação “Prêmio Lúcio Costa” que será concedido ao professor Luís Roberto Santos Moraes na categoria personalidade, e para a FNU na categoria entidades. Ambos como reconhecimento das suas lutas em defesa do saneamento básico público, com qualidade e contra todas as formas de privatização.
 
Reunião da Executiva da FNU
No dia 12 de dezembro, dirigentes da Executiva da FNU se reúnem a partir das 9h, no Stiu-DF – SCS – Quadra 06 – Bloco A – 7º Andar – Brasília/DF.

> Reunião ampliada da Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental (FNSA) e Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (ONDAS)
Dia 11 de dezembro
Das 10h às 17h
Sede da CUT DF
End: SDS Edifício Venâncio V LJS 4, 14 e 22 – Asa Sul, Brasília.
 
Fonte: FNU
Publicado em Notícias

Fisenge participa de reunião da Frente Nacional pelo Saneamento

Reunida em Brasília, nesta quinta-feira (19/8), a Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental, formada por dezenas de entidades do setor de todo o país, definiu estratégias jurídicas e políticas para derrotar a MP 844/2018 – a MP do Saneamento. O engenheiro e presidente da Fisenge, Clovis Nascimento participou da reunião e afirmou a defesa do setor de saneamento como estratégico para a soberania nacional.

O secretário nacional de saneamento da Confederação Nacional dos Urbanitários, Pedro Romildo, explicou que o plano de ações inclui a mobilização de trabalhadores do setor e sociedade em um Dia Nacional de Lutas Contra a MP 844 – 31 de julho, coordenada pela ABES (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) nos estados, em conjunto com as outras entidades em defesa do saneamento ambiental. “Também entraremos na Justiça, nas várias instâncias, com ações de inconstitucionalidade e iremos fazer um corpo-a-corpo com parlamentares para impedir que essa medida seja aprovada no Congresso”, ressaltou Pedro Romildo.

O secretário de saneamento da FNU, Fábio Giori, que também participou da reunião, ressaltou que a Frente Nacional ratificou e complementou o plano de ações aprovado em encontro do Coletivo Nacional de Saneamento, que aconteceu no início desta semana (dias 16 e 17), também em Brasília.

Confira algumas das ações definidas:


. 31 de julho – Dia Nacional contra a MP do saneamento – com eventos abertos ao público em diversas capitais, para esclarecer a sociedade sobre as consequências da MP para o saneamento básico.


. 8 de agosto – reunião com o presidente do Senado, Eunício Oliveira


. 10 de agosto – participação no Dia do Basta, enfatizando a luta contra a MP do Saneamento


. 30 de agosto – Dia Nacional de Mobilização dos Trabalhadores em Saneamento

 

Clique aqui para conhecer o Manifesto e fazer sua adesão.

 

FONTE: FNU

 

Publicado em Notícias