Sexta, 21 Junho 2013 00:00

Senge-MG: Contraproposta oferece INPC e eliminação de faixa salarial

A comissão de negociação coletiva da Copasa ofereceu reajuste salarial de 7,16%, correspondente ao INPC, e aumento de 29% em cima da menor faixa salarial da empresa. A contraproposta foi apresentada nesta quinta-feira, 20 de junho, durante reunião de negociação entre a empresa e entidades sindicais que representam os trabalhadores, na sede da companhia no bairro Santo Antônio.

Pela contraproposta, a primeira faixa salarial seria eliminada e o menor salário passaria a ser o de R$ 1.100,00 com a GDI e R$ 944,20 sem a GDI. Com isso, a Copasa ficaria com 15 faixas salariais, ao invés de 16. O aumento que corresponde a 29% atinge o salário de 3.200 empregados da Copasa.

A comissão da Copasa propôs reajuste na cesta básica e no tíquete de 10%. O tiquete passaria para R$ 553,52, enquanto que a cesta básica para R$ 324,74. Quanto à Gratificação de Desempenho Institucional (GDI) foi proposto um ganho de 1,22%, passando de 15,28% para 16,5%. A comissão que representa os trabalhadores pontuou que questões como a terceirização e a substituição de veículos e equipamentos comprometem o resultado da GDI e da qualidade dos serviços.

Os demais benefícios foram reajustados de acordo com o INPC.

Saúde

Foi acordado que a Copass tem um prazo de 60 dias para entregar um plano de estudo dos planos de saúde para a avaliação das entidades sindicais. Com o objetivo de não atrasar ainda mais a negociação coletiva, o assunto será discutido em um acordo extraordinário.

Fonte: Senge-MG