Segunda, 26 Agosto 2013 00:00

Senge BA marca presença no EREEC-NE

Nos dias 22 e 23 foi realizado I Encontro Regional de Estudantes de Engenharia Civil do Nordeste (EREEC-NE) no Grand Hotel Stella Mares (Salvador-BA). O Senge BA é uma das entidades apoiadoras da iniciativa que tem expectativa de público de até mil pessoas, entre estudantes de graduação, pós-graduação, professores e profissionais da área.

Coordenador geral do EREEC-NE, o estudante Evaldo Moraes destacou a importância da iniciativa para produção e difusão do conhecimento em Engenharia Civil. “Essa é uma grande oportunidade de se ampliar os horizontes e estabelecer novos contatos para a formação acadêmica e para o mercado de trabalho”, disse Moraes.

Presidente do Departamento da Bahia da Associação Brasileira de Engenheiros Civis (ABENC -BA), engº Valter Sarmento lembrou que ser estudante é um meio de chegar a vida profissional. “É o momento de se preparar para o mercado de trabalho, não apenas tecnicamente, como também na formação ética. É preciso conhecer a legislação, os deveres, direitos e garantias profissionais para se enfrentar os novos desafios da área”, alerta.

Engenharia Social – O presidente do Senge BA, engº civil Ubiratan Félix destacou na abertura do EREEC-NE a importância da Engenharia Civil na qualidade de vida das pessoas. “A Engenharia é uma construtora do desenvolvimento social e econômico, mas também de sonhos e felicidades, porque é isso que as pessoas sentem quando são beneficiadas por obras de habitação, mobilidade urbana e de infraestrutura”, diz o presidente do Senge BA, engº civil Ubiratan Félix.

“Sabemos da necessidade da formação acadêmica ser mais voltada para a Engenharia Social, por isso, o Crea BA e a Escola Politécnica da UFBA elaboram o projeto de criação do escritório de Engenharia Pública.O objetivo geral  é de assistir tecnicamente às iniciativas populares na produção e requalificação de moradia e dos espaços urbanos em áreas de interesse social”, afirma o diretor da Escola Politécnica da UFBA, prof. Luis Edmundo. 

Estudantes - O evento contou com a presença de representantes estudantis, entre eles, o diretor do Senge BA Estudante, Marcos Botelho, e o vice-presidente da UNE – União Nacional dos Estudantes, Mitã Chalfun.

“A UNE completou 76 anos neste mês. Sabemos da sua importância histórica para a organização dos estudantes. Para que tenham voz na formação acadêmica, nas demandas curriculares das Universidades, como também, nas decisões que definem os rumos do nosso país”, diz Chalfun que destacou a participação central da UNE na luta pela destinação de 100% dos royalties do petróleo e 50% dos rendimentos do fundo social do Pré-sal para a Educação.

Fonte: Senge BA