Imprimir esta página
Terça, 04 Junho 2019 15:47

Crise econômica em debate no próximo dia 6

A cientista social Sonia Fleury e o economista Luiz Carlos Prado vão discutir o risco de recessão e os impactos da reforma da Previdência, com transmissão ao vivo pelo Facebook, às 15h.

Crise econômica em debate no próximo dia 6

A Economia na rota da recessão é o tema do próximo Soberania em Debate, com a cientista política Sonia Fleury e o economista Luiz Carlos Prado, no dia 6 de junho (quinta-feira), às 15h, com transmissão ao vivo pelo Facebook.
 
O evento é promovido pelo Movimento SOS Brasil Soberano, pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) e pela Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), e terá mediação do professor e historiador Fancisco Teixeira (UFRJ, Eceme).
 
Na pauta, o quadro crítico da economia brasileira, com PIB em queda, desemprego e informalidade crescentes no mercado de trabalho, falta de um projeto de desenvolvimento. Também serão discutidos os impactos da proposta de reforma da Previdência que, se aprovada, poderá reduzir ainda mais a capacidade de consumo das famílias – há municípios em que as aposentadorias respondem por praticamente toda a atividade econômica –, além de derrubar a arrecadação da seguridade social, e produzir uma legião de idosos miseráveis, como se verificou no Chile. 
 
Os dados divulgados no dia 30 de maio pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontaram uma queda no PIB de 0,2% de janeiro a março, em relação ao trimestre anterior. Se o desempenho negativo se repetir no próximo trimestre – e há poucos sinais de que o quadro melhore –, o Brasil estará oficialmente em recessão. Esse cenário já acontece na indústria, que registrou dois trimestres consecutivos com queda no PIB.
 
A transmissão ao vivo do Soberania em Debate acontece às 15h no perfil do SOS Brasil Soberano no Facebook, aberta a perguntas enviadas pela página.
http:www.facebook.com/SOSBrasilSoberano
 
Currículo dos debatedores:
 
> Sonia Fleury é doutora em Ciência Política e mestre em Sociologia pelo IUPERJ; bacharel em Psicologia pela UFMG. Trabalhou na Finep e atuou no Cebes e na Abrasco, onde foi formulado o projeto da Reforma Sanitária Brasileira que resultou no Sistema Único de Saúde  (SUS). Fundou o Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde (Nupes), na Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz. (Fiocruz), instituição da qual foi presidente e onde trabalhou até 2018. Recebeu a Medalha de Ouro Oswaldo Cruz do Ministério da Saúde em 2009 e foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES). Coordena atualmente a Plataforma Digital do Dicionário Carioca de Favelas e, recentemente, vem desenvolvendo documentários e vídeos sobre experiências inovadoras.
 
> Luiz Carlos Prado é PhD em Economia pelo Queen Mary College, University of London, mestre em Engenharia de Produção pela Coppe-UFRJ e bacharel em Economia e em Direito. Desde 1994, é professor no Instituto de Economia da UFRJ. Realizou pesquisas apoiadas por organismos internacionais como o PNUD e a Cepal. E foi presidente do Conselho Federal de Economia.
 
Fonte: Senge-RJ