Quinta, 11 Abril 2019 13:21

ONU vai rever diretrizes internacionais para barragens de mineração

O Conselho Internacional de Mineração e Metais, a ONU Meio Ambiente e os Princípios para o Investimento Responsável (PRI) pretendem lançar novos padrões até o final do ano.

ONU vai rever diretrizes internacionais para barragens de mineração

Brumadinho (MG) - Foto: Presidência da República/Isac Nóbrega.

As falhas nas barragens de rejeitos têm consequências ambientais de longo alcance, com a lama tóxica liberada se infiltrando no solo e nos rios próximos. O desastre de Brumadinho mostrou a necessidade da implementação rápida de fortes padrões internacionais para a contenção de resíduos tóxicos de mineração, apontou a ONU Meio Ambiente.
 
Em resposta ao recente rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), que deixou ao menos 214 mortos e 91 desaparecidos, o Conselho Internacional de Mineração e Metais, a ONU Meio Ambiente e os organização Princípios para o Investimento Responsável (PRI) lançarão até o final do ano uma revisão independente de diretrizes, com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para instalações que armazenam rejeitos de mineração.
 
As falhas nas barragens de rejeitos têm consequências ambientais de longo alcance, com a lama tóxica liberada se infiltrando no solo e nos rios próximos. O desastre de Brumadinho mostrou a necessidade da implementação rápida de fortes padrões internacionais para a contenção de resíduos tóxicos de mineração. 
 
A iniciativa de revisão será baseada em evidências e lições aprendidas em falhas anteriores nas barragens. O objetivo é concluir a análise até o fim do ano e, posteriormente, trabalhar para defender a ampla aceitação e adoção dos padrões internacionais de armazenamento em todo o setor de mineração.
 
As normas convocadas pela revisão se tornariam compromissos dos membros do Conselho Internacional de Mineração e Metais, obrigando-os a aderir às recomendações descritas no documento.
 
Implementando os mais altos padrões de análise e revisão acadêmica, o próximo passo no processo será a nomeação de um presidente independente e de um painel consultivo formado por múltiplas partes interessadas.
 
Sobre o Conselho Internacional de Mineração e Metais
O Conselho Internacional de Mineração e Metais é uma organização internacional dedicada a uma indústria de mineração e metalurgia segura, justa e sustentável, que reúne 27 empresas do setor e 36 associações regionais e de matérias primas. Cada membro adere a dez Princípios e oito Declarações de Posições sobre questões relacionadas ao desenvolvimento sustentável.
 
Sobre a ONU Meio Ambiente
A ONU Meio Ambiente é a principal autoridade ambiental global que determina a agenda internacional no tema, promove a implementação coerente da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável no Sistema Nações Unidas e serve como uma defensora do meio ambiente no mundo.
 
Sua missão é prover liderança e encorajar parcerias na proteção do meio ambiente inspirando, informando e permitindo que países e pessoas melhorem sua qualidade de vida sem comprometer as futuras gerações.
 
Sobre os Princípios para o Investimento Responsável (PRI)
PRI é a principal organização global sobre investimentos responsáveis. Trabalha para entender as implicações de investimento de fatores ambientais, sociais e de governança e para apoiar sua rede internacional de investidores signatários na incorporação desses fatores em suas decisões de investimento e propriedade.
 
Os Princípios para o Investimento Responsável atendem aos interesses de longo prazo de seus signatários, dos mercados financeiros e das economias em que operam e, em última análise, do meio ambiente e da sociedade como um todo.
 
Fonte: Nações Unidas Brasil