Sexta, 19 Maio 2017 13:33

Engenheiros aprovam proposta apresentada pelo TRT

A Fisenge e os sindicatos filiados que representam os engenheiros (as) da Conab realizaram assembleias com a categoria, quando foi aprovada a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) para o Acordo Coletivo 2016/2017. A proposta, que decorre da reunião de conciliação ocorrida no dia 16/03 no TST, prevê reajuste dos salários pelo IPCA cheio do período, menos 1%, o que corresponde a 7,97% (8,97%- 1%=7,97%); reajuste dos benefícios sociais de conteúdo econômico pelo IPCA cheio, correspondente a 8,97% e ampliação do auxílio alimentação de 23 para 25 créditos mensais.

O TST já foi informado da deliberação da categoria. A Fisenge e os sindicatos aguardam a manifestação do Tribunal e da empresa para a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho.

Fisenge envia carta à Conab em repúdio ao modo como estão ocorrendo as negociações

Mesmo com a aprovação da proposta pelos engenheiros e engenheiras a Fisenge enviou uma carta de repúdio ao presidente da Conab, Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra, na qual ressalta a insatisfação referente às negociações com a companhia quanto ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2016/2017 da categoria. O descontentamento se dá em função da forma como as negociações ocorreram, em que houve claramente preferência na resolução de outras questões não ligadas a Engenharia, enquanto as reivindicações da categoria eram sistematicamente negadas. Outro ponto do descontentamento da categoria consiste na negação por parte da Conab da inclusão de duas cláusulas no ACT: a de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e a de Acervo Técnico. Esses itens são relativos à adequação de cláusulas sociais dos engenheiros (as) e visam o cumprimento da legislação específica da categoria.

Tamanha é a insatisfação da classe, que os engenheiros (as) da companhia se mobilizaram e enviaram ofícios à Conab em repúdio à forma como as negociações têm ocorrido, considerada por eles como excludente, preconceituosa e sem isonomia.

A Conab respondeu ao ofício enviado pela Fisenge mantendo os mesmos argumentos utilizados anteriormente para questionar a participação da Federação nas negociações representando os engenheiros (as).

Ainda diante do ofício enviado pela Conab, a Fisenge reitera a sua representatividade quanto à categoria, o que tem se confirmado pelo Judiciário, inclusive com parecer favorável do Ministério Público do Trabalho, conforme divulgado anteriormente.

Engenheiros aprovam proposta apresentada pelo TRT