Terça, 16 Agosto 2016 15:33

Em série de entrevistas, mulheres sindicalistas falam sobre empoderamento, luta sindical e universidade

Por ocasião do debate "Novas narrativas na luta pelos direitos das mulheres", realizado pelo Coletivo de Mulheres da Fisenge em julho de 2016 (veja aqui), entrevistamos quatro sindicalistas, que organizaram ou participaram do evento, para recolher impressões sobre o papel das mulheres, hoje, no movimento sindical e na sociedade. Além das sindicalistas, também entrevistamos Ana Terra, de 12 anos, filha da diretora Simone Baía, que mostra que o empoderamento feminino começa desde cedo.

Simone Baía - As mulheres no movimento sindical

Simone é engenheira química e diretora da mulher da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge). Na entrevista, fala sobre a importância da criação de instâncias específicas sobre gênero nas entidades de classe. Ela, ainda, reforça sobre a construção de um espaço acolhedor no sindicatos para promover a inclusão e a participação de todas as pessoas. Assista aqui

 

Anna Terra - A importância do empoderamento das mulheres
Anna é estudante, tem 12 anos, e é filha da diretora da mulher da Fisenge, Simone Baía. Com sonhos pulsando, Anna fala sobre a importância das mulheres em todos os espaços. Na escola, ela percebeu que o ensino dava pouca atenção à história de mulheres lutadoras. Ao lado da mãe, reivindicou o recorte de gênero e, hoje, ela e seus colegas ouvem histórias sobre a luta das mulheres. Assista aqui

Sônia Latgè - Novas linguagens na luta sindical
Dirigente estadual da União Brasileira de Mulheres (UBM), Sônia fala sobre o projeto de tirinhas/animação da "Engenheira Eugênia" e a importância das novas linguagens na construção das lutas sindicais. Assista aqui

 

Virgínia Berriel - Paridade de gênero no movimento sindical
Dirigente da CUT Nacional, Virgínia fala sobre a construção da paridade de gênero nos sindicatos e sobre o projeto Engenheira Eugênia. "A luta da Eugênia perpassa as mulheres engenheiras. É um empoderamento das engenheiras que nós temos de levar também para a base. Para conquistar as telefônicas, as professoras, as bancárias, e tantas outras categorias. Sabemos o quê está em jogo no país hoje: uma luta gigantesca das mulheres por direitos", afirma ela. Assista aqui

 

Silvana Palmeira - Participação das mulheres nas universidades
Silvana, engenheira de alimentos, professora universitária e diretora da Fisenge, fala sobre o aumento da participação de mulheres nos cursos de Engenharia e os desafios enfrentados dentro e fora das salas de aula. "No mercado de trabalho, por exemplo, as estudantes têm dificuldade de conseguir estágio. Mas o que me deixa feliz é saber que elas vieram para ficar. Elas não têm se intimidado, de forma nenhuma. Para conseguir direitos é preciso luta, e as mulheres não têm se acanhado nesse campo", afirma ela. Assista aqui

(Reportagem: Camila Marins/Edição de vídeo: Wesley Prado)