Quarta, 23 Setembro 2015 15:03

Senge-PR defende plano de mobilidade integrado para evitar o caos urbano

Senge-PR defende plano de mobilidade integrado para evitar o caos urbano

Valter Fanini, engenheiro e Vice-Presidente do Senge-PR, em entrevista à RPC/TV Globo

 

Em entrevista veiculada no Dia sem Carro, o vice-presidente do Sindicato dos Engenheiros, Valter Fanini, disse que as grandes cidades não podem mais gerir a mobilidade pelo método de tentativa e erro.

Curitiba está entre as cidades brasileiras com o maior índice de motorização. São 1,5 milhão de veículos para 1,8 milhão de habitantes no trânsito curitibano, sem contar o tráfego que vem dos municípios vizinhos. A cada ano, são mais de 100 mil carros novos que passam a circular pelas ruas da cidade. No comparativo de cinco anos (entre o primeiro semestre de 2010 e o primeiro semestre deste ano de 2015) a frota de veículos da capital cresceu 17%, e no estado do Paraná como um todo, o crescimento observado no período foi ainda maior, de 27%.

Em entrevista veiculada no Paraná TV 1ª Edição, em 22 de setembro, o Dia sem Carro, o vice-presidente do Senge-PR, Valter Fanini, defendeu a elaboração de um Plano Integrado de Mobilidade para que haja a convivência harmônica entre os diferentes modais de transporte no ambiente urbano.

Para assistir à reportagem completa, clique aqui.

Fonte: Senge-PR