Sexta, 27 Junho 2014 00:00

Senge-MG: Trabalhadores nas empresas de consultoria rejeitam contraproposta do Sinaenco

Os trabalhadores das empresas de consultoria rejeitaram a contraproposta do Sinaenco (sindicato patronal) de 4,88% de reajuste salarial, piso salarial e demais cláusulas econômicas. A decisão foi tomada durante Assembleia Geral Extraordinária (AGE), no dia 18 de junho, no Sindicato de Engenheiros (Senge-MG).

O valor proposto pelo Sinaenco (4,88%) é uma média entre o INPC para 1º de maio, de 5,82%, e a variação da Coluna 39 da Fundação Getúlio Vargas. O valor fica abaixo da inflação para o período, de 5,82%.

A contraproposta do Sinaenco ainda oferece a inclusão dos pisos salariais de desenhistas/ projetistas com curso técnico (entre R$1.591,00 e R$1.818,00, dependendo da experiência); de desenhista/copista sem formação/ curso técnico (R$1.023,00) e de biólogo (nível universitário - R$2.102,00). Ela traz, também, a inclusão de cláusula que autoriza as empresas a implantarem Banco de Horas nos moldes da CLT e inclusão de cláusula que autoriza as empresas a implantar Turnos de Trabalho (6 x 12; 6 x 36, 7 x 11, etc). Além disso, o Sinaenco quer alterar a cláusula de garantia de emprego ao empregado afastado por doença não profissional, de forma a reduzir o período da garantia. As demais reivindicações dos trabalhadores não foram contempladas.