Terça, 23 Janeiro 2007 00:00

Privatização da Vale terá consulta popular em 2007

A privatização da Vale do Rio Doce será levada a consulta o popular no próximo ano pelos movimentos sociais. O plebiscito foi agendado para acontecer entre os dias 1º e 7 de setembro de 2007, pelo Comitê Nacional pela Anulação da Privatização da Vale do Rio Doce e pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Privatizações. A definição foi feita em reunião do comitê no último dia 25 de novembro. |Nos primeiros meses do ano serão feitas mobilizações para ajudar o debate sobre a privatização da Vale e também as outras privatizações feitas no governo Fernando Henrique Cardoso|, informou Rosilene Wansetto, integrante do Comitê Nacional e secretária da Rede Jubileu. |Queremos discutir a conseqüência das privatizações na vida das pessoas|, disse.

A revisão da privatização da Vale foi definida pela executiva nacional da Assembléia Popular - congregação de alguns dos mais importantes movimentos sociais, ONGs e sindicatos do país - como um dos sete pontos prioritários de pressão por mudanças no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A empresa foi arrematada em leilão no dia 6 de maio de 1997, no Rio, por R$ 3,3 bilhões. Na época, o patrimônio da Vale era calculado em R$ 92,64 bilhões, 28 vezes o valor pelo qual foi vendida. Em 2005, foi aberto um processo judicial contra a privatização da Vale, que culminou com a determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de se realizar uma auditoria sobre o processo de venda. A auditoria está suspensa por liminar judicial obtida pela Vale.

Segundo Rosilene, ainda não estão definidas as questões que serão propostas no plebiscito, mas a idéia é repetir o formato da consulta popular sobre a Área de Livre Comércio das Américas (Alca), realizada em 2002, quando foram apresentadas três questões sobre o tema e compareceram, espontaneamente, mais de 10 milhões de pessoas.

Fonte: Tribuna da Imprensa, com Agência Brasil