Terça, 05 Junho 2007 00:00

Lula suspende a privatização das estradas

O governo federal anunciou, na última terça-feira, dia 9, que vai suspender a privatização de sete trechos de estradas federais. Esses trechos, que vão de Minas e Espírito Santo ao Rio Grande do Sul, constituem o essencial da malha rodoviária do sudeste e do sul do país, a mais importante do ponto de vista econômico – com exceção da Dutra, que liga Rio a São Paulo, já privatizada.

A decisão foi informada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, durante encontro com o governador Roberto Requião, no Paraná. De acordo com a ministra, o projeto do governo é criar uma estatal federal que seja responsável pela administração das rodovias. "O presidente Lula quer rever o modelo e pode optar por um sistema público", declarou Dilma.
O edital para privatização das rodovias, que somam 2,6 mil quilômetros de estradas, seria lançado no início do ano, mas de acordo com a ministra haverá uma reavaliação. "É uma orientação do presidente no sentido de avaliar as concessões".
"Queremos que a iniciativa privada participe, mas temos por objetivo a menor tarifa possível, ou seja, aquela tarifa que garanta retorno adequado para que o construtor seja capaz de também viabilizar setores produtivos como os consumidores", afirmou.

Fonte: Agência CUT de Notícias