11 Abr 2016

Em defesa da agroecologia, Fisenge é contra o PLS 531/15

De autoria do Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), o Projeto de Lei do Senado 531, de 2015, propõe a regulamentação da profissão de "agroecólogo". A matéria seria discutida na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado no dia 6 de abril, mas foi retirado de pauta com a ausência da relatora, senadora Lucia Vania (PSB-GO). Segundo Maximiliano Garcez, consultor legislativo da Fisenge, trata-se de um projeto que, na mesma linha de inúmeras outras proposições, visa a atender interesses privados na criação e comercialização de cursos de graduação segmentados. Ao contrário do que parece, regulamentar a profissão de "agroecólogo" pode significar fragilizar esta forma de produção agropecuária sustentável. Conheça as 5 principais críticas da Fisenge ao projeto

 


 

Pauta do Setor Elétrico Federal defende reajuste com ganho real, salário mínimo profissional e o fim das privatizações

 

Com a finalização do Planejamento do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), no dia 18 de março, os trabalhadores e as trabalhadoras do Setor Elétrico Federal definiram as propostas de reivindicação para o Acordo Coletivo 2016. Nas cláusulas econômicas, destaca-se o reajuste salarial com ganho real, nos mesmos moldes do ano anterior, com base no ICV-DIEESE, mais ganho real de 1,17%, baseado no cálculo da média geométrica do consumo de energia elétrica nos últimos três anos.

 

Ulisses Kaniak, diretor de negociação da Fisenge, exaltou a participação dos engenheiros em todas fases do planejamento da campanha do CNE. “Os Senges estiveram presentes em quase todas as Intersindicais, os representados contribuíram respondendo nossa pesquisa e os diretores e assessorias tiveram protagonismo nas discussões realizadas nesses três dias, em Manaus”, ressalta ele. Para Agamenon Oliveira, diretor do Senge-RJ, os trabalhadores do Setor Elétrico enfrentarão o processo mais difícil de negociação, devido a conjuntura política que o país atravessa. Leia mais (via Senge-RJ)

 


 

Lançada a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Elétrico

"Água e energia não são mercadorias e o país deve tratá-las como bens sociais, pois são direito e patrimônio do povo brasileiro", afirmou o diretor da Federação Única dos Petroleiros (FUP) João Antônio de Moraes, no lançamento da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Elétrico, que ocorreu no dia 30, no salão nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília. A frente é considerada uma ação da Plataforma Operária e Camponesa de Energia, em defesa da soberania energética e contra a privatização das distribuidoras que integram o Sistema Eletrobras. É apoiada pelo Sindicato dos Urbanitários (Stiu-DF), diversas entidades cutistas e por movimentos sociais, bem como deputados federais e senadores comprometidos com o campo progressista. A Fisenge faz parte desta luta! Saiba mais sobre a mobilização na matéria da Rede Brasil Atual.

 


 

Senge-MG: Prefeitura de Sabará propõe projeto que reduz carga horária de engenheiros e arquitetos sem redução salarial

A mobilização por parte dos servidores engenheiros e arquitetos da Prefeitura de Sabará, com o apoio constante do Sindicato de Engenheiros no Estado de Minas Gerais (Senge-MG) parece ter surtido o efeito desejado. O prefeito do município Diógenes Fantini estuda a possibilidade de reduzir a carga horária de trabalho dos engenheiros e arquitetos para quatro horas diárias, sem a redução de salários, para tentar corrigir as distorções salariais. Um Projeto de Lei nesse sentido está sendo analisado junto ao Jurídico da Prefeitura para posterior envio à Câmara de Vereadores de Sabará. A possibilidade de que os servidores engenheiros e arquitetos dobrem a jornada recebendo, para isso, o salário em dobro, também está sendo verificada. Saiba mais

 

Veja também:

>> Engenheiros da construção civil aprovam contraproposta patronalSaiba mais

>> Senge-MG faz análise da campanha salarial do Governo do EstadoSaiba mais

 


 

Senge-PR: Semana do Jovem Engenheiro, em Londrina, vai debater Infraestrutura, Mobilidade Urbana e Energia

Entre os dias 30 de maio e 1º de junho, futuros engenheiros de Londrina e Região estarão reunidos na Semana do Jovem Engenheiro para debater temas estruturais para o desenvolvimento de nossas cidades, estados e País. Infraestrutura, Mobilidade Urbana e Energia estarão no foco dos debates do evento, organizado pelo Senge Jovem, na Regional de Londrina. Saiba mais

 

Veja também:

>> Na Cohapar, trabalhadores definem pauta das negociações salariais; negociação envolve 70 engenheiros. Saiba mais

 


 

Senge-ES: prestação de 2015 é aprovada em assembleia

As contas do exercício de 2015 da administração 2015/2017 foram aprovadas por unanimidade em Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 29 de março, na sede do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Espírito Santo. O edital de convocação foi publicado na página 6 da seção Classificados do Jornal A Tribuna e na página 15 da seção Diversos do Diário Oficial do Estado do Espírito Santo (DIO-ES), no dia 16/03/2016, bem como no site e rede social do Senge-ES.

 

Veja também:

>> Servidores de Vitória estão em greve desde 29 de marçoSaiba mais

 


 

CUT: em defesa dos serviços públicos e contra o PLC 257/16

 

Uma paralisação geral em todos os serviços públicos brasileiros, nos dias 13 e 14 de abril, contra a tramitação do PLC 257-2016, foi a principal deliberação da plenária nacional realizada em Brasília, dia 05 de abril, com participação de representantes de dezenas de entidade dos servidores públicos, organizada pelas centrais sindicais CUT, CTB, CSB, Nova Central, CSP/Conlutas e Pública.

Durante o ato houve várias intervenções condenando o PLC 257-2016,de autoria da presidência da República, que, a pretexto de resolver os problemas das dívidas públicas dos estados e municípios, desmonta o estado brasileiro, numa reforma profunda que atinge os servidores e os serviços públicos em geral, inclusive da União, com prejuízos graves para toda a população, especialmente para as camadas mais necessitadas. Saiba mais (via CUT Brasil)


 

ARTIGO: “A engenharia na palma de nossas mãos”, por João José Magalhães Soares

 

Nos últimos anos, com a popularização de smartphones e tablets, todos nós passamos a buscar meios de, a cada dia, facilitar as nossas atividades diárias, melhorar nosso lazer e entretenimento e tantas outras necessidades que possam ser facilitadas através de aplicativos. Na engenharia, berço da tecnologia, não poderia ser diferente. Cada vez mais, estamos sincronizando as nossas atividades na área com estes pequenos equipamentos que, se bem utilizados, facilitam em muito a nossa vida, minimizam erros e nos ajudam em nosso cotidiano. João José Magalhães Soaresé engenheiro eletricista e de segurança do trabalho e diretor do Senge-MG. Leia o artigo completo (via Senge-MG)

 


 

BH abriga 1º centro de engenharia do Google na América Latina

O Google inaugurou nesta segunda-feira (4), em Belo Horizonte, o primeiro centro de engenharia da empresa na América Latina, que será dedicado a pesquisa, desenvolvimento e controle estatístico das buscas dos usuários. O centro conta com 110 jovens engenheiros de seis nacionalidades, com idades entre 25 e 30 anos. Os funcionários brasileiros são de 12 estados diferentes.

 

Os jovens talentos são especializados em software de buscas para "organizar e facilitar" a interação do usuário com a plataforma, segundo o diretor de Engenharia do Google para a América Latina, Berthier Ribeiro-Neto. Leia a matéria completa da Agência EFE no G1.

 


 

TSE lança campanha para estimular participação feminina nas eleições de outubro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou, no dia 31 de março, a campanha "Mulher na Política do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)", durante sessão solene no Congresso Nacional. A campanha tem por finalidade estimular a participação feminina nas eleições municipais de outubro com propaganda institucional em rádio e TV, conforme atualizações da minirreforma eleitoral (Lei nº 13.165/2015). “Mais do que cumprir cotas de gênero nas candidaturas, é preciso dar real efetividade a mecanismos legais no que se refere a esse assunto. É parte de um desafio cultural que envolve toda a sociedade brasileira”, afirmou Dias Toffoli, presidente do TSE. Leia a matéria completa de Karine Melo para a Agência Brasil.

 


 

Entrevista: Democracia necessita de democratização da mídia

Em um momento de crise política e de forte influência dos grandes meios de comunicação, a urgência da democratização da mídia fica ainda mais evidente, pois é a própria democracia que é colocada em risco. A Pulsar Brasil conversou com Bia Barbosa, coordenadora do Intervozes e integrante do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), e com Pedro Martins, representante nacional da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (AMARC). Na entrevista, Bia faz questão de lembrar que os meios de comunicação não são neutros, pois os interesses econômicos e políticos fazem parte do cotidiano. Para Pedro, o debate sobre democratização da comunicação é necessário todos os dias, e deve ser tratado na esfera dos direitos básicos, o direito humano à comunicação. Ouça a entrevista completa

 


 

Câmara oferece curso online gratuito sobre gênero e atuação legislativa

A Câmara dos Deputados oferece, a partir do programa de Educação à Distância, o curso "Gênero e atuação legislativa". Com carga horária estimada em 10h, o curso é ministrado online, à distância, e aborda de forma introdutória o feminismo, as desigualdades de gênero e sua influência no âmbito legislativo. Saiba mais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.